Baú Digital 1551609_1450434411844502_667633168_n

Published on abril 14th, 2020 | by Redação

Construção de parque vertical aéreo em Ribeirão Preto é tema de Trabalho de Conclusão de Curso

O crescimento populacional mundial e a migração campo-cidade implicam, progressivamente, na falta de áreas livres próximas aos centros urbanos, tendendo ao espraiamento da cidade e ao uso constante do automóvel. Como consequência disso, ocorrem diversos problemas relacionados à qualidade de vida urbana e outros aspectos administrativos.

Para ilustrar uma solução para o problema, Dan Medeiros propôs em seu Trabalho de Conclusão de Curso (TFG) a construção de um parque vertical aéreo em Ribeirão Preto. Por meio do levantamento de técnicas variadas de utilização do espaço projetual nos meios urbanos, o projeto evidencia novas formas de apropriação dos limites da cidade mediante intervenção aérea e subterrânea.

1013727_1453058731582070_1721562375_n

Esse conceito foi desenvolvido no projeto de um parque urbano que ocupa os interstícios das quadras e multiplica-se através de uma estrutura modular variável. De acordo com as teorias contemporâneas a favor do adensamento e verticalização, estudos arquitetônicos provindos do Japão e de alguns países orientais objetivam a minimização espacial em virtude da necessidade e o manejamento de mega estruturas no estímulo à sustentabilidade.

Foi escolhida, como objeto de estudo, a área central da cidade de Ribeirão Preto/SP, que assim como a maioria das grandes e médias cidades do mundo, apresenta composição densa e vertical nas áreas centrais em comparação a outras áreas da cidade. Essa cidade passa também pelo processo de espraiamento determinado pela especulação imobiliária, e que tem gerado inumeros problemas urbanos, especialmente os ligados a mobilidade urbana.

1519584_1454807684740508_1167660023_o

Na aproximação da área de estudo foram identificados lotes e espaços potenciais para projeto (interstícios urbanos) que estariam, por sua vez, inutilizados ou subutilizados. A partir da escolha e reconhecimento do local de atuação, iniciou-se o desenvolvimento de um projeto que tem como objetivo compreender as características da “cidade-compacta sustentável” ao estruturar-se em sentido vertical aéreo em meio aos edifícios e volumes pré-existentes, formando um complexo e rico espaço de interação, circulação e contemplação. A proposta busca uma solução alternativa aos parques tradicionais que exigem grandes áreas livres quase sempre disponíveis em regiões periféricas.

catedral-vista 2

Vista da Catedral Metropolitana de São Sebastião

O programa é organizado através de estruturas modulares pensadas com o objetivo de adição ou subtração ocasional, seguindo o desenvolvimento da malha urbana do entorno. Oferece aos usuários um programa que visa a interação e o uso alternativo da circulação e atividades dos habitantes locais. Além disso, a iniciativa atrai pessoas e investimentos, o que viria a tornar mais eficiente o deslocamento e a “habitabilidade”, ou seja, a maior e melhor qualidade de vida na área em questão. Nesse sentido, o projeto como um todo fortalece as qualidades do crescimento vertical e evidencia as potencialidades urbanas da teoria da compactação.

1511498_1450120108542599_1531687178_o

Conheça o projeto na íntegra:

1503242_1451851325036144_714228673_n

1527072_1451299991757944_2066496312_n

1016321_1451029125118364_113176456_n

 

 

 


About the Author



Back to Top ↑