Baú Digital havan

Published on dezembro 10th, 2013 | by Redação

Artistas, movimentos sociais e membros da sociedade civil emitem nota de repúdio à instalação da réplica da Estátua da Liberdade em Ribeirão

Se depender de um grupo de artistas, integrantes de movimentos sociais e outros membros da sociedade civil ligados à cultura, a empresa Havan terá dificuldades para instalar sua réplica da Estátua da Liberdade em Ribeirão. O grupo, denominado “Liberdade Sem Estátua“, se organizou e emitiu uma nota de repúdio à instalação da réplica na cidade. A nota pode ser lida na íntegra e assinada neste link.

Dentre os pontos contestados estão a alteração da lei de zoneamento urbano da cidade para possibilitar a construção da loja, o prejuízo estético e a infração à Lei Cidade Limpa que a instalação da estátua de 35 m representaria, a prioridade conferida pela Prefeitura a empreendimentos como shopping centers e mega lojas como a Havan, e a reverência a símbolos norte-americanos, o que representaria o colonialismo cultural, econômico e político sofrido pelo Brasil, segundo a própria nota.

A loja Havan vem causando polêmica na cidade desde que a Prefeitura propôs a alteração da lei para permitir a construção do prédio nas redondezas do parque Curupira. Inaugurada a loja, cuja fachada imita a Casa Branca, o proprietário da Havan anunciou que instalaria na entrada uma réplica da Estátua da Liberdade de R$1 milhão e 35 m, tal qual fez nas outras cidade onde a loja existe. Em Ribeirão, a Lei Cidade Limpa restringe o tamanho de tótens publicitários a 6 m.

Leia mais e participe da nossa enquete sobre a estátua


About the Author



Back to Top ↑